• DGM imoveis

MANUTENÇÃO NAS GARAGENS DO CONDOMÍNIO



Se o síndico(a) quiser realizar manutenções na garagem, o ideal é primeiramente contratar um profissional habilitado para avaliar de forma criteriosa as prioridades de intervenção, tudo com planejamento sistemático, para não afetar de maneira brusca a rotina dos condôminos.

Se a garagem apresentar fissuras e trincas, torna-se indispensável descobrir antes as causas do processo. A partir daí, muitas vezes é possível tratá-las com polímeros ou resinas que, segundo engenheiros, garantem excelentes resultados. Já as infiltrações podem ser causadas por problemas em tubulação, falhas, vazamento em espelhos d'água e piscinas etc.

Já no caso dos pavimentos, pisos danificados, por exemplo, que podem estar relacionados a problemas de execução ou mesmo ao desgaste natural promovido pelo tráfego de veículos, existem soluções de baixo custo, como a proteção de resinas ou mesmo tintas específicas para essas superfícies.

Os síndicos devem estar atentos para que a rota de fuga das escadas e as portas de emergência das garagens não sejam obstruídas pelos veículos ou carrinhos de compras. Faixas e placas de sinalização também são importantes, e apesar de não haver obrigatoriedade legal, devem ser cuidadosamente planejados.

Danos aos veículos, furtos de objetos e bicicletas.

Uma fonte constante de conflitos em condomínios costuma estar no uso das vagas de garagem com a guarda de objetos, principalmente bicicletas.

Também o furto de objetos ou danos aos veículos rendem problemas. Pelo fato de a garagem ser propriedade exclusiva, o condomínio não deve responder por objetos deixados na vaga, nem sobre danos ou furtos ao próprio veículo.

Não cabe ao condomínio a guarda da propriedade privada de cada condômino, a menos que a convenção assim o estabeleça.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo